Feed bonito não põe mesa!

O ok, talvez o título tenha te chocado, mas este não é um manifesto contra o design (talvez o oposto!)


Será que a obsessão com a organização do feed de Instagram que atingiu influenciadoras e empresas colabora ou prejudica para o objetivo de marca?

Beleza não põem mesa

A verdade é que ser esteticamente agradável nem sempre quer dizer que sua marca possui um conjunto de elementos visuais que faça seu público sentir algo. Como o objetivo principal do Instagram, segundo seu CEO, é criar comunidades de pessoas inspiradas a tomar uma ação real, se você não movimentar seu público a se engajar de alguma forma, pode perder espaço para o próximo perfil na timeline – que pode ser da mãe, da Bianca Andrade (Boca Rosa) ou até da concorrência.

A peça pode estar linda e não ser memorável para o público, ou pode estar solucionando graficamente um conteúdo que não interessa a base… Então, como você já sabe, nem tudo que reluz é ouro, certo? Bem, não dá pra culpar só o design pelo resultado da publicação, mas também não dá pra excluí-lo da equação…

A beleza está nos olhos de quem vê

Gosto de explicar para minhas equipes que temos uma BRI, a tal Biblioteca de Referências Internas. Ela contém tudo que já consumimos de informação, o que fomos impactados sem querer e o que produzimos constantemente (não duvide, você produz comunicação o tempo todo, nem que seja só pra você mesmo).

Por isso é complicado julgar uma referência boa de uma ruim pelos seus próprios padrões estéticos, você precisa pensar no que o público consome. Na internet, somos menos passivos que em outros meios, então temos uma resposta mais viceral ao ver um anúncio, ainda mais quando parecem estar ali só pra poluir, e não agregam conteúdo pro seu dia. Será que seus posts pra organizar feed parecem anúncios?

Beleza e sabedoria fazem rara companhia.

Caso seus posts pareçam anúncios… bem, saiba que você está em grande desvantagem. Além de não contribuir pra experiência do usuário, ainda não injetou verba pra direcionar sua mensagem. Adianta mesmo perder aquela oportunidade especial de estar na timeline de alguém só para “compor” um grande mosaico no seu perfil?

Salvo alguns casos muuuuito específicos, a resposta costuma ser não. As pessoas não consomem feed, elas consomem suas próprias timelines. Você precisa criar uma unidade visual para suas publicações, mas nunca em detrimento de tornar aquele post o mais interessante possível.

Aproveite cada oportunidade, pois ela pode ser a última… antes do unfollow.